Nosso Blog

advogado ajudando a validar o diploma médico na Itália
Revalidação de Diploma Estrangeiro

Como o Advogado Pode te Ajudar a validar o diploma médico na Itália?

A Itália tem sido o destino mais procurado pelos médicos que querem ter uma alternativa em relação ao Brasil.   Não é de hoje que o nosso país vem passando por problemas sociais, econômico e de segurança pública, o que torna natural a procura por um país mais estruturado.   Nesse momento, a Itália se mostra um destino favorável a quem quer exercer a profissão de médico, seja pela facilidade de conseguir a cidadania ou pela valorização da profissão no país.   Com isso é necessário dar o passo inicial, mas você sabe por onde começar?   É nesse momento que o advogado especialista em validar o diploma médico na Itália entrará em cena e poderá ajudar, e muito, a pessoa a conquistar a bi diplomação e driblar toda a burocracia que envolve o processo.   Se você quer saber tudo sobre o assunto continue comigo, pois vou te contar sobre:   Como funciona a validação de diploma médico na Itália? Quanto tempo demora todo o processo? Qual advogado procurar para pedir a validação de diploma médico na Itália? Como o advogado pode te ajudar a validar o seu diploma médico na Itália, sem dor de cabeça? 1. Como funciona a validação de diploma médico na Itália? A validação de diploma médico na Itália é um direito de todo médico que desejar a bi diplomação e a liberdade geográfica, desde que cumpra os requisitos.   Isso significa, que não há condicionantes para o interessado exercer o seu direito.   Eu sei que nesse momento surgem um monte de dúvidas e a primeira delas é: por onde começar?   Antes de mais nada é necessário te explicar que a validação na Itália passa por dois momentos: declaração de valor in locco e pedido de reconhecimento da própria profissão. 1.1 O primeiro passo é reunir a documentação necessária. Para a validação não basta somente ter os documentos necessários, mas sim ter ela nos parâmetros estabelecidos pela legislação italiana.   Agora, para facilitar, irei deixar aqui embaixo toda a documentação necessária e em seguida o que deverá ser feito.   Documentos necessários para a Declaração de Valor in Locco:   2.2 Diploma universitário e Histórico escolar;   2.3 Tradução para o italiano do Diploma e do Histórico Escolar, feita por tradutor público juramentado.   2.4 Declaração de autenticidade tanto do diploma quanto do histórico escolar, em original, com firma reconhecida   Baixar a “Declaração de Autenticidade de Histórico Escolar“ Baixar a “Declaração de Autenticidade de Diploma“),   2.5 Conteúdo programático de todas as disciplinas (sem tradução, exceto em caso de pedidos feitos pelas Faculdades italianas escolhidas), encadernado, com páginas numeradas e acompanhado por declaração fornecida pela Faculdade, com indicação de:   nome completo do estudante; denominação do curso e número de páginas do conteúdo programático. Obs: Em caso de “MESTRADO”, “DOUTORADO” E “ESPECIALIZAÇÃO”, apresentar o título original e a declaração do Instituto de Ensino com indicação de:   duração total; requisitos de acesso; 3. percurso acadêmico efetuado para conseguir o título.   Importante: Todos esses documentos devem ser traduzidos por um tradutor juramentado  e apostilado segundo as diretrizes da Apostila de Haia.   Com toda a documentação em mãos já é possível pedir a declaração de valor in locco ainda no Brasil no consulado italiano.   Com a declaração de valor in locco nas mãos, estamos prontos para o segundo passo; 1.2. Reconhecimento da profissão A medicina na Itália é uma profissão regulamentada pelo Ministero della salute, que é o correspondente ao nosso Ministério da Saúde.   Essa informação é importante, pois esse é o órgão onde iremos endereçar o pedido de reconhecimento da profissão e solicitamos o cadastro junto ao órgão regulador da profissão no país, como acontece com o Conselho Regional de Medicina no Brasil.   Para isso, é necessário o seguinte documento:   Declaração do conselho regional, ou órgão competente, com data de emissão não superior a três meses, onde consta claramente: – Que o interessado está matriculado;   – O número da matrícula;   – Os dados da Lei Federal que regulamente o exercício da profissão no Brasil;   – As atividades profissionais que o título habilita a exercer no Brasil;   – Que nada impede o legítimo exercício da profissão no Brasil.   Esse documento também tem que ter firma reconhecida, também deve ter uma tradução juramentada. Os dois documentos devem estar apostilados.   Documento de Certidão Negativa do Conselho Regional da sua formação (ex: Química, Física, Medicina, etc.). Obs: Assim como dito anteriormente todos esses documentos deverão estar apostilados e traduzidos por tradutor juramentado.   Além disso, é necessário indicar uma universidade que tenha a grade parecida com a sua, isso irá aumentar muito as chances de sucesso da revalidação.   Estratégia é primordial. 2. Quanto tempo demora todo o processo? Embora alguns de nossos clientes tenham o diploma validado em 3 meses, essa não é a regra.   O prazo estipulado pelo Ministério della Salute é de 4 meses a contar da data da documentação completa, mas esse prazo pode variar.   Os principais pontos de variação são:   Protocolo com documentos incompletos; Protocolo com documentos não legalizados; Universidade com a grade incompatível; Pedido de complementação de documentação pela universidade validante. Esses são alguns exemplos que aparecem com frequência aqui no escritório, mas  existem outros.   Uma forma de evitar isso é ter um planejamento personalizado, conforme entregamos para nossos clientes. 3. Qual advogado procurar para pedir a validação de diploma médico na Itália? Como estamos falando de um procedimento específico, o advogado que você deve buscar será o advogado especialista em revalidação de diplomas no exterior.   É este profissional  que tem o conhecimento da legislação italiana e de todas as particularidades da área.   Além disso, toda a experiência diária que o advogado  tem nos processos judiciais e administrativos, da Itália, fará diferença.   Pense na área da medicina.   Normalmente, quando os médicos se graduam, eles partem para uma residência que, em regra, escolhem em qual área vão se especializar.   No direito

Read More »
× Como posso te ajudar?