Está comprando um imóvel? Veja os 5 erros que podem colocar o negócio em risco em 2021.

Texto que ilustra jovem irritado com compra e vende de imóveis

Eu sei que muitas vezes a compra de um imóvel é um processo longo, burocrático e desconhecido para muitas pessoas.

 

A compra do imóvel representa a concretização de um sonho, mas que às vezes pode se tornar um pesadelo, basta um deslize e você perde dinheiro e ganha uma grande dor de cabeça.

 

Durante muito tempo, advoguei exclusivamente na área imobiliária e vou te contar, nesse rápido texto, cinco fatores que julgo fundamentais para que você adquira o seu imóvel de uma forma rápida, barata e com segurança.

 

1) Assinar um contrato sem cláusula de desistência pode fazer você perder o seu dinheiro.

 

É comum que no momento da compra do imóvel sejamos dominados pela euforia e esquecemos de analisar com calma o nosso contrato, a compra do imóvel é a realização de um sonho, mas é necessário cautela!

 

 

 

Durante a nossa jornada de mais de 10 anos de atividade jurídica nos deparamos com muitos casos inusitados que deixaram nossos clientes em maus lençóis e dependentes da justiça para resolver o problema, chato não? E esses problemas tem haver com as cláusulas de desistência.

 

 

Essa parte do contrato é responsável por garantir a sua segurança, assim como, a do vendedor em caso de desistência.

 

 

Leia com bastante atenção essa parte do seu contrato, não é raro haver cláusulas protegendo o vendedor, mas nenhuma protegendo o comprador. Nesses casos, o comprador acaba tendo que recorrer à justiça para ter a devolução do dinheiro investido, por exemplo, como entrada.

 

 

Geralmente  um bom contrato conterá cláusulas que protejam o seu dinheiro investido e o vendedor, caso você desista da compra, além disso caso o vendedor desista ele pode pagar uma multa, por exemplo.

 

2) Não verificar a documentação do imóvel.

 

Antes de a compra e venda de imóveis questione o vendedor quanto às documentações do imóvel.

 

Caso perceba irregularidades ou receio do vendedor em mostrar os documentos.

 

Recomendo que não feche negócio ou busque assistência.

 

Não sabe quais documentos pedir?

 

São eles:

  • Recibo de quitação do IPTU;
  • Recibos de pagamento das taxas de condomínio;
  • Declarações negativas de débito;
  • Memorial descritivo, caso seja um imóvel na planta;
  • Registro em cartório;
  • Escritura.

3) Escolher um advogado generalista

 

É importante que você considere que após tomar a decisão de comprar o imóvel, é uma boa ideia procurar um advogado especialista para te auxiliar.

 

Atuamos há 10 anos com direito imobiliário em todo o país e no exterior e quando nos deparamos com um processo de compra e venda sem assistência, muitas vezes acontecem esses problemas:

 

  • O que era a compra de um imóvel se torna um processo judicial.
  • O comprador compra um imóvel com a documentação irregular.
  • O sonho se torna um golpe.

O diferencial em contratar um advogado especialista é que além do conhecimento técnico do direito você contará com toda a experiência em analisar o seu contrato e defender, dentro dos parâmetros legais, os seus direitos.

 

Se você não conhece a estrutura de um contrato, tenha cuidado, ele pode virar uma dor de cabeça pro resto da vida.

 

Agora te darei três dicas de como identificar se o advogado é indicado para cuidar do seu caso:

 

  • Verifique se o profissional escreve sobre o tema na internet.
  • Veja as redes sociais do advogado e como ele se porta sobre o assunto.
  • Observe o que os clientes dizem sobre ele, nesse caso, o Google pode te ajudar.

Nós, por exemplo, somos avaliados por nossos clientes em 4,9 de 5,0 no Google.

 

Caso necessite de um advogado, eu preparei um E-book completo para te ajudar a escolher o profissional ideal para o seu caso.

 

Basta clicar no botão abaixo.

 

4) Não conhecer a vizinhança do imóvel.

 

Às vezes, ficamos tão encantados com o imóvel e o sonho da independência que esquecemos desse aspecto tão importante.

 

Infelizmente, não são raras as ações judiciais envolvendo problemas com vizinhos.

 

Por isso recomendo que conheça bastante o bairro, a vizinhança e os prós e contras de morar na região.

 

Aqui eu deixo algumas sugestões:

 

    • Observe se o imóvel fica próximo dos serviços essenciais que você necessita: transporte, supermercado e lazer.
    • Verifique os meios de transporte disponíveis e a facilidade de ir e vir do trabalho.
    • Verifique a condição do solo do terreno, imóveis construídos em solos alagadiços podem dar dor de cabeça com o tempo.

5) Não verificar a documentação do vendedor.

 

Além de conferir a identidade, e as documentações dos imóveis que tratamos no item 2 deste post, verifique também as certidões negativas.

 

As certidões negativas são aquelas que atestam que o vendedor não possui pendências em seu nome.

 

Se houver pendências, principalmente com ações judiciais, verifique se o imóvel não corre o risco de penhora. 

 

Pois se o imóvel foi dado como garantia de alguma dívida e o vendedor não honrar o pagamento dela você pode acabar ficando sem o seu imóvel.

 

Conclusão

 

Existem, além dessas 5 que descrevi neste post, muitos outros aspectos que podem trazer grandes prejuízos na compra e venda de  imóvel.

 

Não deixe a bomba explodir ou a situação chegar num patamar estratosférico.

 

Quanto mais você se precaver, mais chances terá de resolver tudo com tranquilidade.

0 0 Votos
Classificação do Post
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Você também pode se interessar por:

  • All
  • Direito Imobiliário
  • Direito Militar
  • Homologação de Sentença Estrangeira
  • Outras áreas de atuação
  • Revalidação de Diploma Estrangeiro
  • Revalidação de Diploma no Exterior
Prev
123
0
Clique aqui para fazer um comentário nesse post.x
× Como posso te ajudar?