Como validar o diploma na Itália, sem saber italiano.

validação de diploma na itália

Quando eu penso em validação de diploma na Itália, uma coisa nunca mudou no meu coração, o desejo pela liberdade!

 

Para ser sincera, com o lockdown a minha vontade até aumentou.

 

Sempre desejei conhecer o mundo, ter liberdade geográfica para poder trabalhar e viver onde mais me sentisse bem.

 

Só que, na prática, imaginei que isso seria impossível, como eu iria morar na Europa se toda a minha formação profissional foi construída aqui no Brasil.

 

Imagina ter que fazer tudo de novo?

 

Mas para mim, a realidade se apresentava só de uma forma: através de custos altíssimos, necessidade de aprender um novo idioma e a perspectiva de ter que fazer uma nova graduação na Europa.

 

Eu até tentei, mas não era viável para mim naquele momento.

 

Em contrapartida, lendo a legislação que regula a ida de estudantes e profissionais brasileiros para a Europa eu fiz uma descoberta! 

 

Seria possível revalidar o meu diploma na Itália, sem a necessidade de saber outro idioma.

 

Se você assim como eu anseia pela liberdade geográfica, fique comigo até o final que eu vou te contar o passo a passo para você chegar lá.

 

Artigos que você também pode se interessar:

 

 1. Como revalidar meu diploma de veterinário em Portugal?

2. Guia de como trabalhar como dentista em Portugal em 2022.

3. Revalidação de diploma médico na Itália, como funciona?.

1. A revalidação sem dominar o italiano.

A primeira coisa que eu gostaria de te contar é sobre a União Europeia e como ela ajuda os brasileiros.

 

A união europeia é um bloco econômico que permite a livre circulação de pessoas entre os seus países componentes, que são:

 

  • Alemanha
  • Bélgica
  • França
  • Itália
  • Portugal
  • Luxemburgo
  • Países baixos.

Com isso, a revalidação em qualquer um desses países tem validade para os outros, ficando pendente somente o registro ao órgão regulador nesse país.

 

Seriam os equivalentes a OAB e o CRM aqui no Brasil, legal né?

 

Para mim foi uma grata surpresa.

 

De acordo com a minha situação na época, optei por revalidar meu diploma em Portugal, sendo uma língua irmã, já representava uma preocupação a menos e um passo a mais para realizar um sonho.

 

O próximo passo é seguir para a revalidação propriamente dita e aqui vai outra dica!

 

Algumas profissões brasileiras são equivalentes a especializações em Portugal, por exemplo a graduação de odontologia que é equiparada a uma especialização da medicina, e nesses casos a revalidação do diploma brasileiro já dá o direito de trabalhar como médica odontológica em Portugal.

 

Legal, né?

 

Sabendo disso, chegou a hora de escolher a universidade que será responsável por examinar o seu diploma e verificar a equiparação entre a grade curricular brasileira e a portuguesa.

 

As universidades que fazem a revalidação do diploma estrangeiro são as públicas.

 

Algumas universidades particulares também o fazem, mas são processos seletivos diferentes e para outras finalidades, mas fica tranquilo, pois irei explicar tudo mais embaixo.

 

Aqui é fundamental ter um olhar estratégico, pois quanto mais distantes as grades maiores as chances de você ter que complementar a grade com estudos.

 

Muitos profissionais nos procuram e cometem erros nessa parte, portanto cuidado!

2. Quais documentos são necessários?

2.1. Naric

A primeira vez que eu ouvi falar sobre esse documento, nem os portugueses sabiam direito o que era, rs.

 

O Naric é uma iniciativa da União Europeia e tem o papel meramente consultivo e atesta se o diploma e a instituição que o emitiu existem e são válidos no seu país de origem.

 

No formulário estarão presentes 3 formas de declaração, mas a sua instituição irá informar qual das declarações será necessário.

 

São declarações Naric:

  • Declaração de nível de curso/instituição de ensino superior estrangeira: Provam que o seu diploma e a instituição que o emitiu são válidos e existem no país de origem.
  • Declaração de nível de curso/instituição de ensino superior estrangeira para fins de IRS: Essa declaração é específica para a conversão do Imposto de renda brasileiro para o Português.
  • Declaração relativa à grelha de classificação do ensino superior português: Serve para adequar as grades brasileiras com as portuguesas.

2.2 Apostila de Haia

A apostila de Haia nada mais é que um certificado público que atesta a veracidade e validade de um documento estrangeiro.

 

Podem ser realizados em um cartório autorizado, aqui mesmo no Brasil, mas caso esteja em Portugal poderá fazer diretamente no consulado.

2.3 Demais documentos fundamentais

  • Diploma de graduação
  • Histórico Escolar
  • Resumo de ementas escolares 
  • Documento que conste a duração oficial do curso
  • Classificação final do curso com nota convertida para a graduação portuguesa
  • Declaração de realização de TCC
  • Página de avaliação do TCC, assinado pelos avaliadores.

Agora que você já está com toda a documentação em mãos, vamos analisar cada tipo de revalidação e assim determinar qual é o melhor para o seu caso.

3. Formas de revalidação de diploma na Europa

3.1 Reconhecimento automático

Esse tipo de reconhecimento, analisa de forma genérica o diploma, grau e grade em comparação com a disciplina portuguesa, mas é restrito apenas aos diplomas emitidos pelos países de nacionalidade Europeia.

 

3.2 Reconhecimento de nível

 

Esse reconhecimento analisa o seu diploma em comparação com um de nível semelhante ao Português, mas esse diploma não nos habilita para a inscrição nos órgãos de classe em Portugal, sendo dessa forma, o diploma é reconhecido apenas a título de licenciatura.

 

3.3 Reconhecimento específico

 

Esse é o tipo de reconhecimento que eu indico, é o mais barato e o que após uma análise completa do seu histórico, carga horária, notas, créditos estudantis lhe dará o direito de trabalhar e se registrar no órgão regulador da sua profissão.

 

O valor médio dessa forma de revalidação é de 580 a 680 euros.

 

Caso você seja médico tenho um artigo específico para o tema, é só clicar aqui.

4. Estou com o Diploma reconhecido e agora?

Após o reconhecimento do tão sonhado Diploma em Portugal, temos apenas mais um passo: o registro junto ao órgão regulador da sua profissão na Itália.

 

Pois, até aqui conseguimos que os países membros reconhecessem o seu diploma como válido, mas ainda não reconheceram o seu direito a exercer a profissão no país.

 

Conforme fale com você lá em cima o órgão regulador é o conselho/ordem da profissão aqui no Brasil.

 

Por exemplo: Nós advogados somos regulados pela OAB no Brasil, pela OA em Portugal e o Consiglio Nazionale Forense na Itália.

 

Agora é necessário registrar o seu diploma validade junto ao órgão regulador, que pode ser feito inclusive online, a depender da sua profissão.

 

Mas atenção! Será necessário ser aprovado em uma prova de proficiência linguística, por isso prepare-se!

 

Após a aprovação e o devido registro, você estará pronta para exercer a sua profissão!

 

Ah! E antes que eu esqueça! Esse mesmo procedimento vale para todos os países da União Européia! Não sendo preciso passar por novas revalidações.

4. Conclusão

Neste conteúdo, dividi com você que o seu sonho de morar na Europa e trabalhar na sua profissão é totalmente possível, mesmo não sabendo falar outro idioma.

 

Além disso, comentamos as principais formas de revalidação de diploma na Itália.

 

A revalidação de diploma não é uma liberdade e sim um direito de todas as pessoas.

 

Vá até o fim na busca dos seus direitos.

 

E, então, conhece alguém que deseja ir morar na Europa, mas morre de medo de não conseguir?

 

Compartilhe esse conteúdo com ele ou ela.

 

Você pode ajudar muitas pessoas.

 

Até a próxima! Um abraço.

 

Caso você necessite de ajuda especializada, pode contar com a nossa assessoria especializada clicando no botão ao lado.

0 0 Votos
Classificação do Post
Inscreva-se
Notificar de
guest
4 Comentários
Mais antigo
O mais novo Mais votados
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Jeferson F. França
Jeferson F. França
1 ano atrás

gostaria de saber como funciona e os valores para revalidar meu diploma da forma que foi explicado acima na belíssima matéria ,fico no aguardo

Leonardo Oliari
Leonardo Oliari
9 meses atrás

Olá, gostaria de mais informações, de como funciona documentação e questão de valores para o processo de revalidar o diploma, como foi explicado acima.

Você também pode se interessar por:

  • All
  • Direito Imobiliário
  • Direito Militar
  • Homologação de Sentença Estrangeira
  • Outras áreas de atuação
  • Revalidação de Diploma Estrangeiro
  • Revalidação de Diploma no Exterior
Prev
123
4
0
Clique aqui para fazer um comentário nesse post.x
× Como posso te ajudar?