Médico Militar: como trabalhar na Europa

Médico Militar

Com as regras e mudanças políticas e econômicas sofridas pelo nosso país, muitos muitos médicos começam a se perguntar se trabalhar no Brasil ainda é a melhor opção.

Se você acompanha o blog aqui do Albieri Advocacia, provavelmente já se deparou com as oportunidades de exercer a sua profissão no exterior, sem a necessidade de cursar uma universidade totalmente do zero.

Mas também existem possibilidades de se especializar no exterior e posteriormente validar esse diploma no Brasil.

Com certeza você já deve ter ouvido que o processo é impossível e que você não deveria tentar.

Neste artigo nosso objetivo é desmistificar essa dificuldade e te provar que os processos realizados em Portugal e na Itália possuem a sua burocracia, mas com bastante informação é totalmente possível que você consiga exercer sua profissão na Europa.

Além disso, iremos abordar as facilidades de você como médico militar de revalidar o seu diploma na Europa.

Por isso, o propósito deste artigo é detalhar o funcionamento do processo de revalidação em Portugal e Itália, como esse processo pode te ajudar a trabalhar em qualquer país da Europa e as facilidades por vocês serem médicos militares..

Se você quer saber como um médico militar pode atuar na Europa, confira os tópicos a seguir:

1. Como funciona o processo de reconhecimento de diploma estrangeiro para o médico militar?

O processo de reconhecimento do seu diploma brasileiro é um procedimento administrativo internacional que equipara a sua formação brasileira com a portuguesa.

Antes de entrarmos nos tipos de reconhecimento, é importante você entender que há duas possibilidades: 1- reconhecer totalmente o seu diploma e você poder exercer a sua profissão com um diploma equiparado ou complementar os estudos em uma universidade portuguesa e se formar com um diploma europeu.

Mas Dra. Qual seria a diferença?

A diferença nasce dos seus objetivos com o diploma. A depender do país em que você escolher revalidar o seu diploma você terá que aguardar três anos de atividade profissional para trabalhar em outros países da europa, como é o caso de Portugal.

Já a Itália te possibilita, caso o reconhecimento seja feito através de uma universidade com complementação de horas, já exercer a profissão em qualquer país da UE, sem necessariamente um tempo mínimo de atuação na terra da pizza;

Saiba mais: Qual a diferença entre revalidar o diploma em Portugal e Itália?

O procedimento de revalidação consiste em uma análise documental sobre as compatibilidades entre a sua formação acadêmica brasileira e a realizada na europa, além de uma fase posterior de provas.

Dentre os países europeus, a Itália e Portugal têm sido a porta de entrada da grande maioria dos médicos brasileiros.

Isso porque a língua nativa é muito próxima da gente e existem facilidades na aquisição de vistos e ofertas de trabalhos.

Caso você tenha dúvida sobre qual país você é melhor para o seu caso específico busque o auxílio de uma equipe profissional com expertise nesse tipo de procedimento.

Cada país possui as suas peculiaridades e se amoldam a objetivos de vida e familiares diferentes.

2. Documentos necessários para dar início ao processo.

Tá Dra. entendi, mas quais são os documentos que eu preciso ter em mãos para dar inicio ao processo?

Como a validação é um processo de análise e comparação da sua vida acadêmica no Brasil com a exercida na Europa, é fundamental ter uma documentação impecável.

Você sabia que 90% dos casos de atraso com a revalidação estão relacionados com documentos?

Para isso, preparei abaixo a relação de documentos necessários para dar entrada no processo.

 

Requisitos documentais

  • Cópia autenticada do diploma de medicina
  • Cópia autenticada do certificado das disciplinas cursadas, com indicação das respectivas classificações
  • Cópia autenticada do programa das disciplinas do curso
  • Certificado de habilitações passado pela faculdade onde obteve o diploma, com indicação da duração do curso e do valor do grau conferido pelo diploma
  • Documento comprovativo da nacionalidade
  • Certificado do registo criminal do país de origem

Requisitos acadêmicos

  • O curso de medicina precisa ter uma duração mínima de 6 anos (12 semestres)
  • Precisa incluir formação teórica e prática nas áreas de medicina preventiva, clínica geral, cirurgia, ginecologia-obstetrícia, pediatria e psiquiatria
  • As instituições e cursos precisam ser reconhecidos pelas autoridades competentes do país onde o diploma foi obtido
  • Prova de conhecimentos gerais sobre a profissão

 

Todos os documentos estrangeiros precisam ser devidamente autenticados pelos serviços oficiais e traduzidos  por tradutor juramentado, se redigidos noutra língua.

No caso de revalidação para Portugal não é necessário a tradução juramentada, mas eu reforço a obrigatoriedade do apostilamento desses documentos.

Para quem desejar começar o processo dentro do Brasil é possível e recomendado, visto que caso tenha algum problema com a documentação, resolver já em Portugal pode ser um problema.

3. Quais as vantagens para o médico militar?

Além dos benefícios gerais de viver em um país europeu, o médico militar possui facilidades na aquisição de visto.

O visto é o documento que permite, de modo temporário, residir, trabalhar e até passear como turista em outro país.

Para quem pensa em trabalhar na Europa ele é um documento imprescindível, visto que é condição para contratação.

Infelizmente, com os incidentes internacionais as embaixadas endurecem cada vez mais a concessão de visto, o que pode ser uma pedra no sapato para muitas pessoas, porém tratando-se de militares vemos na prática que uma facilidade grande na aquisição dos vistos, isso porque há uma vinculação do militar com o Estado o que garante perante as embaixadas uma segurança.

Portanto, se você é médico militar você tem mais esse benefício e garantia no seu processo de reconhecimento.

5. Conclusão

Neste artigo, você descobriu que é possível exercer a medicina na europa, sem ter que fazer uma nova graduação para isso.

 

Tanto homens quanto mulheres que possuem a graduação completa, têm direito a iniciar o processo de reconhecimento.

 

Esse processo tem início no Brasil

 

Outro fato que você compreendeu é que para os militares existe uma facilidade na aquisição do visto, o que facilita muito na hora de ser contratado no exterior.

 

Por fim, você também ficou por dentro dos requisitos acadêmicos e documentais para dar início ao processo.



Apesar de falarem para você que o processo é muito difícil e burocrático, saiba que é totalmente possível.

 

Isso porque o processo de reconhecimento é regulado por lei e é um direito de todos que desejam ter liberdade geográfica.

 

Pense como um investimento para você e sua família, que em um  momento de necessidade pode ser uma baita alternativa.

 

Gostou de ler este conteúdo?

 

Se você conhece alguém que possui esse sonho, compartilhe nosso texto.

 

Abraço! Até a próxima.

5 1 Votar
Classificação do Post
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Você também pode se interessar por:

  • All
  • Direito Imobiliário
  • Direito Militar
  • Homologação de Sentença Estrangeira
  • Outras áreas de atuação
  • Revalidação de Diploma Estrangeiro
  • Revalidação de Diploma no Exterior
Prev
123
0
Clique aqui para fazer um comentário nesse post.x
× Como posso te ajudar?