Sou médico no Brasil, posso trabalhar na Itália?

trabalhar na italia

Uma das perguntas que mais recebemos pelos nossos clientes aqui do Albieri advocacia é: “Sou médico no Brasil, posso trabalhar na Itália?”. 

Quando a maioria dos médicos pensa em uma carreira internacional, as dúvidas  vêm logo à tona – o que é super compreensível, pois estamos falando de uma mudança de vida 360 graus.

Portanto, se você sonha com uma carreira internacional, tem dúvidas sobre  o caminho mais seguro para você e sua família , preparei este artigo para responder seus questionamentos.  

Nos próximos tópicos, você vai entender como trabalhar na Itália, sem ter que frequentar os bancos escolares e como você já pode trabalhar na Itália, enquanto o procedimento ainda está correndo.

Saiba mais sobre: Como validar o diploma de medicina na Itália.

1. Como funciona o processo de validação de diploma médico na Itália?

O processo de validação de diploma médico na Itália consiste em um processo de reconhecimento da sua trajetória acadêmica na Europa.

 

Esse processo existe, pois cada país possui diretrizes próprias de ensino, carga horária, graus de aprovação específicos, então para você trabalhar na Itália como médico é exigido um diploma italiano ou um reconhecido.

 

Antes de mais nada eu preciso que você entenda que há duas formas de reconhecer o seu diploma: via universidade ou ministério da saúde.

 

Neste artigo irei tratar apenas da validação pela via do ministério da saúde italiano.

 

Se você gostaria de mais informações e as diferenças entre os dois métodos, fique tranquilo! Pois preparei um artigo com tudo o que você precisa saber para tomar uma decisão mais assertiva.

 

Saiba mais sobre: A diferença entre revalidar direito na universidade e pelo ministério da saúde italiano.

 

Após esse parênteses, vou voltar às fases da validação na Itália.

 

Por mais que em um primeiro momento possa parecer um sonho distante, eu te garanto que você está mais perto do que imagina.

 

Isso porque a primeira fase que consiste na reunião de documentos e suas formalizações já pode ser iniciada desde já, com os documentos que você já possui e sem a necessidade de viajar para a Itália.

1.1 Envio dos documentos para o consulado italiano

Essa fase é importantíssima, pois aqui você irá conseguir a declaração de valor, documento primordial para iniciar o seu reconhecimento na Itália.

 

Para isso, será necessário encaminhar os seguintes documentos para o consulado:

 

  • Documento de identidade válido;
  • Diploma médico;
  • Histórico da universidade;
  • Título de habilitação de atividade;
  • Inscrição no conselho médico;
  • Declaração do CRM;
  • Conteúdo programático;
  • Certificado de atividade laboral;
  • Atestado de inexistência de impedimento penal;e
  • Cópia do diploma de especialização, se for o caso.

 

Para encaminhar esses documentos é importante ressaltar a necessidade de atender as formalidades exigidas pela lei: apostilamento e tradução juramentada.

 

São essas formalidades que garantirão que os seus documentos brasileiros possuem validade e veracidade perante a Itália.

 

Após obter a declaração de valor chegou a hora da segunda fase: encaminhar os documentos diretamente para o ministério da saúde italiano.

 

Saiba mais: Quanto ganha um médico na Itália.



1.2 Envio de documentação para o Ministério da Saúde Italiano.

Com a documentação em mãos, chegou a hora de encaminhar os documentos para a Itália.

 

Os documentos são basicamente os mesmos, mas para você ter certeza é importante verificar os requisitos direto no site do Ministério.

 

Atualmente o órgão está demorando em média 01 ano para fazer a análise e dar o retorno se está tudo ok ou se será necessário complementação de documentos.

 

Após a análise será possível marcar as provas prática e oral.

1.3. Provas práticas e oral

Para a realização das provas será necessário pagar uma taxa de 300 euros, viajar para Roma, capital da Itália, para a realização das provas.

Além disso, é obrigatório a apresentação de comprovação de domínio do idioma italiano no mínimo no nível C1, para quem possui cidadania italiana fica desobrigado a comprovar o domínio da língua, mas é importante destacar que todas as provas são realizadas em italiano.

Ainda nas provas é necessário se atentar às datas, pois elas ocorrem de 08 em 08 meses e em caso de reprovação é possível realizar novamente, desde que se pague as taxas.

2. Como funcionam as provas e como se preparar?

A maior dúvida dos nossos clientes é em relação à prova e eu sei como ela pode assustar, mas fique tranquilo! Todos os anos brasileiros passam por esse mesmo processo e conseguem internacionalizar as suas carreiras.

 

Agora eu vou te explicar o funcionamento das duas provas, para você ficar a par e mais confiante no processo.

2.1. Prova escrita

Essa prova funciona como uma prova de concurso comum, são 150 questões objetivas, na qual você deve obter o número mínimo de 18 acertos por disciplina para realizar a prova oral.

 

Basicamente:

 

  • Medicina Legal
  • Ginecologia
  • Pediatria
  • Cirurgia
  • Clínica Médica

.

2.2. Prova oral

A prova consiste em uma prova realizada por 5 professores diferentes, um de cada área:

 

Ela funciona mais como uma conversa do que uma prova com questões pré-determinadas, como a prova anterior.

 

Os cinco professores irão fazer algumas perguntas, sendo que dentro da sua própria resposta farão novas perguntas.

 

Nesta etapa ter um bom nível de conversação e se manter calma é a chave para ter sucesso.

 

  • Medicina Legal
  • Ginecologia
  • Pediatria
  • Cirurgia
  • Clínica Médica

 

A prova é realizada em italiano, sendo o resultado divulgado ao final da prova.

 

Em caso de aprovação, o próximo passo será a emissão do decreto constando o reconhecimento do seu diploma e o cadastramento do órgão regulador dos médicos da Itália e finalmente trabalhar na Itália regularmente.

 

Caso o resultado seja uma reprovação, será possível recorrer da decisão ou tentar novamente.

 

Uma outra alternativa é buscar o reconhecimento em Portugal, que não possui a barreira do idioma italiano e após 03 anos de exercício regular da profissão você terá a liberdade de trabalhar na Itália.

 

Cada caso é um caso específico, portanto se você estiver em dúvida entre em contato com um dos nossos consultores e entenda as suas possibilidades.

 

Saiba mais: Como validar o diploma de medicina em Portugal



3. Como trabalhar na Itália enquanto revalida o meu diploma?

Uma das maiores dúvidas que surgem quando abordamos o tema é o que fazer enquanto está acontecendo?

 

Para quem não tem pressa de se mudar, é possível solicitar o visto ou cidadania, para quem tem direito, ainda no Brasil, através de um advogado ou profissional habilitado.

Verificar questões de moradia, escola para os filhos e localidade para morar. Tudo isso pode ser resolvido ainda no Brasil.

 

Para quem tem urgência de mudança, há um decreto motivado pela grande necessidade de médicos na Itália, que permite que profissionais estrangeiros possam trabalhar como médicos, mesmo não possuindo diploma revalidado de forma temporária.

 

Essa é uma alternativa a ser considerada, mas não deve ser tido como a sua principal estratégia, como disse o decreto é temporário, pode ser revogado a qualquer momento e o processo mais seguro ainda é a validação de diploma.



5 1 Votar
Classificação do Post
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Você também pode se interessar por:

  • All
  • Direito Imobiliário
  • Direito Militar
  • Homologação de Sentença Estrangeira
  • Outras áreas de atuação
  • Revalidação de Diploma Estrangeiro
  • Revalidação de Diploma no Exterior
Como Revalidar seu Diploma na Espanha

Imagine viver em um país onde a qualidade de vida é exemplar, a segurança é prioridade e as oportunidades de carreira são infinitas. Agora, imagine que tudo isso está ao seu alcance, mas depende de um passo crucial: a revalidação do seu diploma. Se você acha que esse processo é complicado, burocrático e quase impossível de ser concluído, continue lendo. Vamos revelar o segredo que está transformando a…

Médico brasileiro pode trabalhar na Espanha

Uma das perguntas que mais recebemos pelos nossos clientes aqui do Albieri advocacia é: “Médico brasileiro pode trabalhar na Espanha?”.  Quando a maioria dos médicos pensa em uma carreira internacional, as dúvidas  vêm logo à tona – o que é super compreensível, pois estamos falando de uma mudança de vida 360 graus. Portanto, se você sonha com uma carreira internacional, tem dúvidas sobre  o caminho mais seguro para…

06 Passos para ser médico na Itália

Todo ano, milhares de pessoas se formam em medicina no Brasil, muitas delas buscando melhores condições de vida e exercer a tão sonhada medicina. Ocorre que nem sempre a conclusão da universidade se traduz em viver o sonho, logo os plantões extenuantes, a desvalorização e a insegurança se impõe em um rotina sufocante. Nesse caso, compreender as alternativas é um grande diferencial a quem deseja viver bem e…

Prev
123
0
Clique aqui para fazer um comentário nesse post.x
× Como posso te ajudar?